Lucas Lima diz não à China - O inferno é o limite.

Uma das controvérsias que ainda hoje marcam a transferência de Neymar do Santos para o Barcelona – além da suspeição dos valores declarados – é o momento em que o acordo foi fechado. Há indícios – ou mais do que isso – que quando entrou em campo para disputar a final do Mundial de Clubes de 2011 com a camisa do Peixe, o jogador já tinha acerto financeiro com o Barça, seu pai já teria inclusive recebido dinheiro do clube catalão. Se não ilegal, a transação nestes moldes seria claramente imoral.

Uma história que parece repetir-se agora com Lucas Lima. Afastado ontem pelo Santos, depois de ignorar por cinco meses uma proposta de renovação do contrato que termina em dezembro, o meia estaria a caminho do Palmeiras com quem já teria acertado salários e até o tempo de cinco anos de contrato. Os dois casos não são isolados.

Por trás de ambos, aparece a figura de Neymar da Silva Santos, o pai de Neymar, empresário de Lucas. As práticas são as mesmas. E reveladoras. Mostram alguém que, definitivamente, está longe de entender o significado da palavra ética. O que só faz mal para o futebol.

A torcida do Santos, que nos últimos tempos tem reclamado da brusca queda de rendimento de Lucas Lima, tem razões de sobra para querer ver o meia definitivamente pelas costas. Pode ser mera coincidência o fato de que o jogador, nesse fim de Brasileirão esteja longe do que começou a disputa, um dia já foi ídolo, exibindo talento e disposição Mas a confirmar-se sua transferência para o Verdão – adversário direto na frustrada corrida atrás do campeão Corinthians – vai ser difícil convencer a galera de que foi apenas uma má fase.

Lucas Lima não precisava disso. Dono de seus direitos a partir de 1º de janeiro, poderia ter conduzido sua saída de outra forma, com sinceridade e transparência. Todo mundo iria ganhar. Ao cair nas redes de Neymar pai, pode até faturar mais. Mas joga no lixo uma parte de sua própria história.

E agora, temos a noticia de que o Lucas Lima mais uma vez recusa jogar no futebol Chinês. Em negociação com o Palmeiras, depois de ter sido afastado pelo Santos do resto da temporada, o meia recusou uma proposta de 54 milhões de euros (R$ 206 milhões) para jogar quatro anos no futebol chinês. O jogador ainda sonha em ser convocado por Tite para a Copa da Rússia e só aceitaria sair do país, interrompendo as conversas com o Verdão, se fosse para um grande clube europeu.

Então como todos podem ver, não é somente de questões administrativas que os clubes passam por ter seus dirigentes amadores, é uma plêiade de nuances que mostram bem que a índole e a transparência já não fazem parte do jogo do futebol, hoje de onde menos se espera vem uma pancada dessas. No nosso entender o Santos não merecia isso, principalmente de quem sempre recebeu benesses, desde os tempos de Marcelo que o Santos sustentava com um salário de profissional um garoto chamado Neymar e vejam só no que deu, foi driblado na sua transferência, pois todos nós hoje sabemos que o valor não foi aquele e agora com  Lucas Lima mais uma rasteira, desta vez se fosse comigo, ele nunca mais adentrava nos portões da vila (o Pai do Neymar ).

Fonte: Lance Expresso.

Comentário e Tradução: Roberto Q. de Andrade.

Sem Comentário

Deixe um Comentário